ATRASO NA CONCESSÃO DE APOSENTADORIAS: O INSS AFRONTA O DIREITO LÍQUIDO E CERTO DO

Publicado em: 12 de Junho de 2019. | Direito Previdenciário

A população brasileira, até 2060, o percentual de pessoas com mais de 65 anos passará dos atuais 9,2% para 25,5%. Ou seja, 1 de cada 4 brasileiros será idoso.

Com esta trajetória de envelhecimento da população, mais de 800 mil pedidos de aposentadoria, pensão, salário-maternidade ou benefício assistencial estão com mais de 120 dias de atraso.   Segundo o presidente do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), em razão da redução substancial de servidores ativos, não se  consegue analisar nem a metade dos requerimentos.

Segundo dispõe o artigo 48 da Lei nº 9.784/99, a Administração tem o dever de, explicitamente, emitir decisão nos processos administrativos e sobre solicitações ou reclamações, em matéria de sua competência, e, concluída a instrução de processo administrativo, tem O PRAZO DE ATÉ TRINTA DIAS PARA DECIDIR, salvo prorrogação por igual período expressamente motivada.

Tal motivação deve ser explícita, clara e congruente, nos termos do artigo 50, § 1º da mesma lei.

E, segundo  o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL já estabeleceu que AS DECISÕES ADMINISTRATIVAS DEVEM SER PROFERIDAS NO PRAZO LEGAL, já que o princípio da razoável duração do processo aplica-se também no âmbito administrativo. Neste sentido:

“A Turma, por votação unânime, deu parcial provimento ao recurso ordinário em mandado de segurança, concedendo a ordem para que a autoridade impetrada decida motivadamente o pleito do Recorrente (...) no prazo máximo de trinta dias a contar da comunicação dessa decisão, nos termos do voto da Relatora (...).”

(Recurso Ordinário em Mandado de Segurança 28.172 / DF, Relatora: Ministra Carmen Lúcia, Julgado em 24/11/2015)

Ao demorar demasiadamente para apresentar decisão no processo administrativo relativo ao requerimento de aposentadoria por tempo de contribuição, o INSS afronta o direito líquido e certo da contribuinte, podendo tal ato ser objeto de Mandado de Segurança.

A plausibilidade do direito invocado emerge da própria Constituição Federal, que em seu artigo 37, caput, determina que “A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência”.

Não é razoável que o processo administrativo aguarde tanto tempo para solução final, muito menos para ser analisada, violando princípios constitucionais e o direito fundamental do segurado.

O provimento liminar, na via mandamental, está sujeito aos pressupostos do artigo 7º, inciso III, da Lei nº 12.016/2009, quais sejam: a) a relevância dos fundamentos e b) a possibilidade de ineficácia da medida, caso deferida apenas ao final da tramitação do processo.


Autoral - Landia Adame
COMPARTILHE:

Busca


Categorias

Direito Econômico 7

Direito do Trabalho 7

Direito Tributário 5

Direito Previdenciário 5

Direito do Consumidor 4

Direito de família 4

Direito Civil 4

Direito Administrativo 3

Direito Empresarial 1

Direito Penal 1

Institucional 1

Direito Processual Civil 1

Publicações recentes

Tags populares

direito do trabalho advogados trabalhistas direito de família Direito Tributário direito trabalhista Aposentadoria Direito de Familia clt trabalhador processo trabalhista trabalhista pensão para filho inss promessa de doação pacto antenupcial Empresário Individual Extinção execução fiscal REFIS PERT Lei nº 13.496 /2017 FIES Plano de Saúde Direito do Consumidor Bafômetro Etilômetro CTB Pensão Alimentícia Pensão Avoenga Suspensão CNH Suspensão Passaporte Medida Coercitiva Adicional 25% aposentadoria Registro de Sociafetividade ITCMD SIMPLES NACIONAL MEI Contrato de Saúde Coletivo Rescisão Unilateral Contrato Plano de Saúde Licença Maternidade Licença Maternidade e Férias Direito de Sucessão Herança Companheiro União estável plano de saude reajuste plano de saude Dano Moral Mero Aborrecimento Aluguel comercial Ação Renovatória Ponto comercial Locação Comercial Empresarial Fundo de Comércio PASSIVOS TRABALHISTAS rescisão trabalhista rescisão contratual prevenção calculo trabalhista Parentalidade Socioafetividade socioafetividade reconhecimento de paternidade paternidade adoção socioafetiva paternidade socioafetiva maternidade socioafetiva direitos do estagiario estagiarios estagiar estagio direito estagio trainee estagiario programa de estagio contratação de estagiário como contratar um estagiario previdência complementar pensão alimenticia lei pensão alimenticia Previdenciário direito Previdenciário direito previdenciario inss direitos previdenciarios advogado previdenciario princípios do direito tributário tributário direito administrativo descomplicado advogado tributarista liberdade econômica medida provisória direito economico assédio moral no trabalho assédio no trabalho advogado trabalhista direito penal crime de internet crimes digitais delegacia de crimes virtuais crimes cibernéticos crime virtual crime de internetdelegacia de crimes cibernéticos delegacia de crimes virtuais rj RESPONSABILIDADE CIVIL INSTITUIÇÕES DE ENSINO instituição gestão escolar educação infantil educação para todos previdência social aposentadoria inss aposentadoria previdencia social salário-maternidade licença a maternidad seguro maternidade como receber benefício assistencial transportes de carga transporte empresas de transporte transporte rodoviario cargas cargas e fretes transportadora rj transportadora sp cargo transporte transporte rodoviariotransporte aereo transportadoras em osasco transporte multimodal multimodal transporte dutoviario intermodal cyberbullying bullying virtual redes sociais lei antibullying advogado familiar advogado de familia Compliance controles internos gestão de compliance compliance fiscal gestão corporativa controles internos e compliance beneficio inss auxilio doença limbo previdenciário holding familiar holding patrimonial familiar direito empresarial direitos do trabalhador auxilio doença auxilio doença inss previdência social auxílio doença beneficios previdenciarios pericia inss lei maria da penha violencia fisica violencia doméstica violência doméstica e familiar violencia domestica lei maria da penha lei de planejamento familiar Planejamento Familiar Holding Holding Patrimonial Convid19 corona Programa Emergencial COVID-19 pandemia

Sobre

Desde 05/02/2007 nossos profissionais se destacam pelo acurado conhecimento jurídico e ampla experiência na atuação junto aos variados Tribunais deste país.

Social

Nosso escritório

Fone: (21) 2613-5675
Rua Visconde de Sepetiba, 935 - Sala 607
Centro - Niterói / RJ - CEP: 24020-206